Livre do adeus


Enquanto a chuva não passa
o frio da solidão me abraça
me protegendo da dor
que deve ser viver sorrindo
como num sonho tão lindo
para depois morrer de amor

quem não ama não sente saudade
se ilude com a felicidade
de ser livre do adeus
eu já não sei mais se é verdade
se é pretensão ou só vontade
insegurança ou vaidade
mas não quero envelhecer sozinho
quero um abraço quentinho
e beijinhos somente meus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s