Vinte e poucos

Meus vinte e poucos anos
Não foram tão poucos
Começaram a pesar
é como se me puxassem a cadeira
bem na na hora de sentar

Quando começo a perceber
que meu sonho impossível
já não é tão grande assim
o que parecia inatingível
já não importa mais pra mim

Quando o coração revoltado
Agoniza-se e começa a se entregar
O que foi ruim no passado
Não acabou, pouca coisa vai mudar

Paz na Terra, paraíso
até que foi bom acreditar
Paz interna…
pelo menos eu fiz planos
e tenho pelo que lutar
Assim como finais felizes
Casais perfeitos não existem
Mas alguns conseguem se encaixar

Anúncios

12 pensamentos sobre “Vinte e poucos

  1. Vinte e poucos anos.Tal qual planta…Quando crianças, sonhamos alcançar as estrelas.Mas com a idade, crescemos em direção a elas, mas os pés vão se firmando no chão, tal qual as raízes, que buscam cada vez mais o centro da Terra.Subimos até onde a vista alcança.E passamos a olhar PARA A FRENTE, na altura dos nossos olhos. Porque é onde podemos alcançar novos sonhos com as mãos. E deles, fazer uma realidade que nos permita voar sem tirar os pés do chão.

  2. Que maneiro, Marco! A melhor fase da vida, eu acho. Pena que eu já estou deixando a fase “vinte e poucos” e entrando na “vinte e tantos”. Mas cada fase tem seus sabores, o que importa mesmo é desfrutar de cada uma delas. Abraço!

  3. Meus vinte e poucos anos são um somatório de coisas que eu não esperava realizar e acabei realizando com coisas que eu sempre achei que seriam fato se despedaçando na minha frente…mas eu sou brasileira e não desisto nunca… já te falei que acredito em políticos e príncipes encantados?Pois é… quem sabe aos quarenta e poucos eu não aprenda…=P

  4. Fala Marco tudo bem? … mto bom poema… e 20 e poucos anos passam voando logo chega os 30…. o idade dificil, é idade do acontecer, de se firmar em algo, ou pelo menos era para ser…. gostei mto do final… que bom que algumas pessoas se encaixam….

  5. Cheguei na casa dos 20 há pouco. Vou fazer o 21º e tenho notado que vou ficando velho já. Como pode?!Bem interessante a estória do post abaixo.Abraço

  6. Quem me dera voltar aos vinte e poucos, mas já tenho trinta e um. Melhor pensar no futuro e deixar pra lá os anos passados.O que me importa, agora, são os objetivos que ainda não atingi. Como você bem disse, os anos pesam.

  7. Own, poesia mais linda essa! Também me remete à lembrança de um amigo que tem vinte anos,e passou por algumas coisas na vida, e agora tenta seguir em frente, amei essa poesia! Eu adoro seus desenhos e a forma como você se dedica ao blog, você parece ter gosto por isso, vocação pra seguir uma carreira que relacione um pouco com poesia, mas vi que você estuda administração né, talvez seja o melhor ter isso como hobbie mesmo, como eu e a fotografia ahahah. Beijos, sucesso. http://blogs.abril.com.br/tresporquatro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s