Velhice

Ontem pela manhã eu saí para jogar na loteria. Escolhi os seis números de praxe e fui caminhando fazendo planos como se eu esperasse alguns milhões na minha conta bancária. Estava fazendo tanto calor como faz agora, eu estava vestindo uma camiseta preta e não conseguia prestar atenção em nada, como costumo fazer. Só pensava em abrigar-me desse verão desértico.

Depois de fazer a aposta, parei num desses quiosques que vendem sorvete e pedi um de abacaxi. Foi como um banho gelado naquele momento. Era exatamente o que eu precisava para recolocar minha cabeça em órbita. Ao voltar, eu já estava mais atento e pude observar alguns velhinhos passeando pelas calçadas e cantos da rua. Reparei que todos falavam sozinhos. Um deles, dirigiu-se a mim e proferiu palavras inaudíveis. Isso me causou um colapso. O que eles pensavam? Será que estavam felizes? Ou morriam de saudade da pessoa amada? Será que reclamavam dos maus tratos sofridos pelos filhos e netos… ou agradeciam por ter uma família maravilhosa? Será que eles gostavam de poesia… e se gostavam, mantinham-na viva dentro de si mesmos? Porque sempre pensei que se você mantém a alma jovem, a poesia não morre jamais.

Então comecei a pensar na minha velhice. Porque sei que ela está menos distante do que parece. Sempre disseram que o tempo voa, não é verdade? De repente, ele voa rápido demais e quando eu abrir os olhos já tenho rugas e muita história para contar. Comecei a pensar nas pessoas que perdi e vou perder ao longo dos anos. E como desde já sinto falta delas e de todos os bons e maus momentos, das lições e todos os ensinamentos que a vida nos permite. Pensei na pessoa com quem desejo envelhecer junto e no final poder dizer que minha vida foi também dela. Meu sonho é chegar lá na frente e não lamentar nenhum dia que ficou para trás. Entre tantos sentimentos, só o amor nos permite descansar em paz.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Velhice

  1. As vezes pensar na velhice me causa pavor, mas muitas vezes, me imagino sendo um velhinho (se eu chegar até lá) que, assim como um professor que tive, passou o resto dos seus dias plantando novas sementes no coração de jovens como eu.Mas não sei, ainda sim, me causa pavor. Sou meio pessimista para futuro…rsExcelente blog rapaz, voltarei aqui para visitá-lo mais vezes. Abçs!!!!!

  2. “e no final poder dizer que minha vida foi também dela”Que lindo isso, Marquinho!(mas acho que aquele “velhinho” tava era te dando uma cantada… KKKKKKKKKKKKKKK)Desculpa, la vem meu senso de humor inoportuno estragar a poesia! Mas fazer o que? não resisto qdo vejo uma bola quicando!bj, (e não se preocupe, marco, vc está bem conservado), flavia

  3. Definitivamente você ainda pode ficar rico. Não pela mega sena, mas sim com uma coluna semanal no globo mais alguns livros de poemas por aí… =)No mais, que declaração de amor mais cuti-cútica! =)

  4. No msn:Fernanda diz: poxa…eu ia comentar o seu tópico, mas nem sei o que dizer até pra comentar fica difícilMarcão diz: ah sabe sim, você é professora =| e você é uma mulher sensívelFernanda diz: uma coisa é ter uma profissão outra coisa é ter talento.(Precisa dizer mais ?)

  5. eu não me vejo envelhecendosei lá eu não consigo pensar em ficar velho, vc acaba ficando dependente das pessoassei lá não consigo imaginar isso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s