Parei de fumar

Parei de fumar. Há pouco mais de 20 dias não acendo um Carlton. Meu companheiro nos muitos momentos de solidão (que eu mesmo busquei), meu estimulante na hora de escrever e estudar e a melhor sobremesa depois de almoçar. O mesmo que deixava uma mancha amarelada entre meus dedos e espalhava um cheiro que impregnava o ambiente e meus cabelos. Que já queimou sofás, mesas e até um Fá Sustenido do meu Yamaha. Parei porque quis. Todos os conselhos e pedidos trafegavam livremente em meu canal auditivo. Assim como quando resolvi perder peso. Por mais que se preocupassem comigo, só eu mesmo podia dar o voto final. E ambas as decisões eu tomei pensando no futuro. Justo eu, que não gosto nem um pouco de pensar no longo prazo. Talvez meu futuro pudesse estar resumido a um enfarte antes dos 40 anos… Se até agora não sinto ter deixado um legado, qual a garantia de que até os 40 terei? Se pelo menos eu tentar com saúde…
Não vou falar da agonia dos dias que sucederam a redenção de um cigarro apagado, pois todos tem alguma noção do que é abstinência e o quanto é agonizante em certos momentos. Eu devia estar alegre e satisfeito, a vontade foi diminuindo gradativamente, até que ontem uma vontade incontrolável tomou conta de mim. A minha sorte foi que Deus derramava suas lágrimas de decepção sobre minha recaída e não tinha nenhum maço ao meu alcance. Ai de mim se tivesse…
Então fiquei a pensar, hoje, que parar de fumar é como o fim de um namoro. Se você tentar ser racional, sensato, vai tocando a vida até que não sinta mais saudade. Mas e se ela passa por você na rua? Se você a encontra em uma festa… Seria um cumprimento? Um beijo, abraço, aperto de mão? Ou seria o beijo? Aquele abraço? Haveria raiva e rancor; ou indiferença? Ou ainda uma felicidade por ver que ela parece também estar bem e talvez exiba um sorriso que o satisfaça por si só.
Eu devia estar alegre e satisfeito por estar mais bonito e saudável. Por ter cerca de 30Kg a menos e usufruir de uma disposição para jogar a paixão nacional – o futebol – como desde criança não o fazia. Estou mais vaidoso, meus olhos são maiores e mais brilhantes que eu imaginava e meu rosto é sutil e elegante. As roupas que eu gosto caem tão bem que surpreendo-me dia após dia.
Tenho um monte de compromissos a cumprir, promessas… malditas promessas que vivem a me sufocar.  Acho que estou ficando asfixiado. Amigos e família que aguardam minha visita e eu já adiei tantas vezes. Pessoas que realmente se importam comigo, e que também me importo com elas…. mas eu não sei! Algo me impede de tirar os pés do chão. Quero desfrutar de uma solitude que confundem com egoísmo. Eu não estou disposto a ver sorrisos que não me contagiarão. Não agora. Quero ver todos que me merecem. Mas não posso prometer. Não hoje.  Por ora, preciso estar só, pois eu parei de fumar.
Anúncios

9 pensamentos sobre “Parei de fumar

  1. Eu te admiro por uma porção de coisas! Uma porção mesmo! Hoje te admiro mais pela sábia decisão. Emagrecer, parar de fumar… pensar no futuro, na estética, no perfume… seja lá qual tenha sido o seu motivo, a sua escolha foi sábia. E adoro estar por perto de pessoas sábias…Desejo a ti nada mais que paciência… =)beijos

  2. estou a mais ou menos o mesmo tempo que você… cada um reage de um jeito… enquanto estava acompanhada em casa conseguia me distrair, agora que estou sozinha novamente, cá entre nós, tenho momentos de puro pânico e abro geladeira, tomo agua, suco, como torrada ou qq coisa que tenha… não tá fácil… só por hj mesmo…

  3. Eu estou também na fase da tentativa… Não com cigarros, pois nunca fumei (ativamente)… Mas com o peso. Não digo que eu gostaria de perder 30 kg, mas uns 20 seriam muito bem idos… Já perdi 3… faltam 17… rs.

  4. puxa que coisa maravilhosa, Marco! Parabéns e aguente firme, que vale a pena. E vc não está asfixiado coisa nenhma, seu bobo! Deixe essa palavra para quem está sofrendo de efisema pulmonar ou essas coisa que o cicarro traz no longo prazo. Respire fundo e segure a onda. Parabéns por isso e pelos 30 kg! bj, f

  5. Que menino mais lindo modeuzo! Gostei de tudo meu bem, mas principalmente: "Quero desfrutar de uma solitude que confundem com egoísmo. Eu não estou disposto a ver sorrisos que não me contagiarão.".Esse egoísmo não faz mal à saúde e sorrisos não contagiantes fazem! Essa é a verdadeira eliminação de gorduras e vícios. Beijaço.

  6. Eu juro que ainda não me acostumei a ler sobre você aqui… talvez porque eu esteja voltando agora, enfim…De qualquer forma, sempre bom ter noticias boas…Parabéns, rapaz!

  7. Então, se um menino de vinte e poucos anos decidiu parar de fumar. Uma mulher de quarenta e poucos, como eu também deveria seguir o exemplo e parar também.Parabéns! Isso é força de vontade, que eu não tenho:(

  8. Parabéns , Marco! Lendo esse texto parece que a gente vive um pouco o que você passou, e sentimos sua força de vontade! Atitude difícil de tomar , mas muito inteligente !!! Abraços, Ana Cau

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s