É pegadinha!

Foto: Patrícia Kappen / G1

O circo estava montado na Cinelândia. Há semanas o governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral Filho convocava a todos contra a grande injustiça que o povo fluminense estava sofrendo. Cartões postais famosos serviram de outdoor: o Cristo Redentor (a Arquidiocese permitiu?) e a fachada do Theatro Municipal ostentavam cartazes gigantescos orientando a população. No dia marcado, um meio-feriado, cidadãos pró e anti-Cabral carregavam faixas contra a famosa emenda proposta pelo Senador Ibsen que prevê a distribuição dos royalties de petróleo para os Estados não-produtores. Tendo sido aprovada pela Câmara Federal, só precisa passar pelo Senado e depois o presidente Lula assinar. Sim, só assinar, porque ele nunca toma partido de nada e transfere covardemente sua responsabilidade para outros órgãos, como recentemente fez no caso da extradição do (acusado de) terrorista italiano Cesare Battisti. Será que alguém percebeu que Cabral fez o mesmo? 
O governador do RJ é filiado ao PMDB, partido-maioria em qualquer casa legislativa. Inúmeros jornalistas evidenciaram o quão deficiente foi o poder de negociação do representante, inclusive com seus correligionários. Ao ver que perdeu a batalha, dividiu a culpa com o povo. Ao convocar uma passeata, conseguiu simpatizantes e camuflou bem o fato de ser um governante fracassado, deixando evidente apenas que os Estados produtores estão sofrendo a maior injustiça desde que Zico foi exacrado por pseudo-brasileiros ao perder um pênalti na Copa do Mundo.
Pois bem, à beira de se chegar a uma conclusão, ministros, deputados e senadores tentam medidas alternativas para amenizar o estrago, entretanto sem prejudicar suas fatias. O que vai achar o eleitor de um senador do Mato Grosso (ou qualquer outro estado não-produtor) sabendo que seu  escolhido não está lutando por um pedaço dessa torta fóssil e bilionária?
E mais, ninguém percebe a pressa deles. Os chefões em Brasília, nunca na história desse país, usaram a palavra “urgência” tantas vezes por minuto. A campanha antecipada de Dilma Roussef à presidência faz parecer que o ano eleitoral já começou há muito mais tempo que 2010.
Em matéria publicada hoje no Jornal O Globo, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Gilmar Mendes finalmente clareou o ceu cinzento que beirava a discussão: a legalidade da divisão dos royalties. Deixou bem cristalino que o critério usado pelo Senador Ibsen é absolutamente inconstitucional e que, de uma forma ou de outra, o caso chegará ao STF, onde terá sua legitimidade devidamente sepultada, com direito a uma coroa de flores, de plástico.
Quem quer que saia perdendo na votação, sai ganhando pontos com a população. Ibsen, por exemplo, tem sua simpatia para com seus eleitores garantida, ao lutar pelo dinheiro que seu Estado não recebe. Sérgio Cabral, perdendo ou ganhando o caso, conquistou mais simpatizantes: ou (pouco provável) sairá como vítima da injustiça e será reeleito como o governador mártir, ou (mais provável) sairá como o grande herói do povo fluminense ao conquistar o que já era do RJ por direito, evitando que o maior produtor do Brasil perdesse mais de 7 bilhões de reais.
Quem não se sai bem nessa oportunidade, por exemplo, é o Dr. Adilson Soares (PR-RJ), único deputado federal do Rio a votar a favor da Emenda. Mas quem ficou sabendo? Quantos leram a Lista de Votantes, disponível no site da Câmara?
Em matéria de entretenimento, nossos políticios provaram que entendem mais até que Sílvio Santos, por exemplo.  É pegadinha! Parabéns por essa, Sérgio Mallandro… ops! Sérgio Cabral.
Anúncios

2 pensamentos sobre “É pegadinha!

  1. Marco devido a uns problemas, estou por fora desta briga toda. Em breve vou colocar as coisas em ordem e acompanhar melhor tudo o que esta acontecendo.Vim mesmo é para dizer que teu template ficou lindíssimo. Não experimentei a nova técnica do blogger mas, já vi que é muito legal.Um beijo!

  2. Bah…cada povo tem o representante que merece… eu, pessoalmente já cansei um pouco desse assunto… De bom, só que eu, como semi – funcionária pública, trabalhei apenas 1h no dia da passeata… =DEm tempo… ficou uma graça o blog… adorei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s