Hora (da guerra) do Planeta 2010

Por mais um ano, participarei da Hora do Planeta, que ocorrerá hoje – 27 de março – a partir das 20:30h (horário de Brasília).
Acho uma iniciativa fantástica, pois vai além do simples fato de apagarmos as luzes por pelo menos 1 hora e, dessa forma, economizarmos energia.  Como dizem na linguagem popular, “planta a semente” na cabeça das pessoas de que podemos economizar – mesmo – energia elétrica. Da primeira vez que participei, olhei em volta e comecei a me questionar: “Para que tantas luzes acesas?” Por que a TV lá na sala está ligada se estou aqui longe dela, escutando música?”. E comecei a espalhar essa prática, mostrando que é possível equilibrar. O breu total não é necessário, mas é possível em alguns casos deixar aberta a janela do quarto, em vez de ligar o ar-condicionado em noites de temperaturas mais amenas…
Porém, uma coisa chamou-me a atenção este ano. Estava “passando em branco“, quando pelo Twitter, o usuário Cardoso levantou a seguinte questão: “‘hora do planeta – de que lado você está?’ esse é o slogan? É guerra?

Caiu a ficha. Aproveito meu espaço, neste momento, para fazer uma crítica à WWF, a ONG que organiza o evento anualmente. O gesto é nobre, mas o slogan foi realmente muito mal escolhido. Talvez eu não tenha percebido, pois, já fiel à causa, não me importei com o que eles diziam para atrair a atenção. Isso é uma prática comum, como se o café que você bebe há muitos anos fizesse leves mudanças na embalagem ou mudasse o slogan mesmo, talvez passariam despercebidos.

Mas e quando você vai comprar um novo produto, contratar um serviço ou, no caso em questão, aderir a uma causa – supostamente desconhecida – é preciso de algo que chame a atenção, que atenda aos desejos e necessidades, demonstrem uma vantagem competitiva. Com produtos e serviços é mais fácil perceber isso, basta o consumidor dosar o que ele leva mais em conta para cada um: Será melhor escolher aquela marca de tênis que você achou mais bonita, ou a que achou mais confortável? Ou ainda a outra desconhecida, porém resistente?
No caso da campanha Hora do Planeta, parece – e é – uma causa a qual vale a pena aderir. Porém, se levarmos em conta o slogan: “De que lado você está?“, para muitos, ele pode transmitir uma ideia de segregação. Espera-se que a cada ano, mais e mais pessoas conscientizem-se na luta contra o aquecimento global, que gere uma cadeia de gestos que façam a diferença. Porém, do jeito que foi colocado, você é obrigado a “escolher” um lado. Se levarmos em conta, ainda ,o preconceito contra os chamados “ecochatos”, a situação da WWF agrava-se, pois gera uma rejeição instantânea dos preconceituosos. Quem não apagar a luz é inimigo do planeta?

Francamente, eu quero a paz entre árabes e judeus. Quero o fim – de fato – do Apartheid na África do Sul. Quero ter opinião e discutir sobre ela. As escolhas da vida são oportunas, mas nem toda opção anula as outras. Zico, maior ídolo do Flamengo, dividiu a renda de uma partida beneficente entre a família do falecido goleiro rubro-negro Zé Carlos e o ex-rival Washington – ídolo no Fluminense – vítima de uma doença de caríssimo tratamento, mais instituições de caridade.
Se não preciso abrir mão de nenhum desejo ou necessidade, por que simplesmente não me juntar aos outros, se – e somente se – estou convencido apenas de que estou fazendo uma coisa que vale a pena? WWF, vamos pensar que não existem lados. Vamos, queremos apenas que mais pessoas deem as mãos em prol do meio ambiente. Não precisamos ignorar os alheios, mas também não precisamos pressioná-los. A causa é urgente, a Terra pede socorro, então vamos fazer nossa parte e tentar somar forças? Um simples “Junte-se a nós” poderia ser o bastante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s