Amanhecer

hoje acordei cedo
clareando sol ao rosto
mas as grades do medo
que desgosto
não vi a plenitude
desse amanhecer

o real é abstrato
poesia é um relato
do que o coração vê

podia até dizer
que o sol ao rosto
não causou desgosto
que me lembrou você

podia até dizer
dourado meu rosto
até mais disposto
pro meu bem querer

já foi tarde o tempo
quando saudade era dor
saudade é um momento
do que sobrou do amor

hoje eu deito cedo
esperando sol ao rosto
já sem grade, sem medo
sem desgosto
a saudade é virtude
do meu bem viver

Anúncios

4 pensamentos sobre “Amanhecer

  1. Meu caro além de ser seu amigo sou seu admirador. Poesia é, de fato, um relato do que o coração vê e se ele tem tanta audácia de enxergar o óbvio que faça-se presente no eixo cruel de decisões e que mude nossos vínculos de dor, razão e amor.Abs meu caro!

  2. Ah Muleque! Você é muito foda mesmo.Se não se importar, vou tentar em minha modéstia colocar uma melodia aí, mas mostro antes prá você ver se aprova. Tô pensando numa linha harmônica bem suave com umas dissonâncias chocando-se entre sí. Não me pergunte o que é isso porquê não sei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s