Um estrangeiro

Sheila Cristina

arte de Sheila Cristina @she_onlythis

Sabe como é se sentir um estrangeiro?
De começo, tudo lindo: os ritos, os risos. Os copos, os riscos.
Adiante bate medo, desespero, bate saudade. Saudade do que não foi, até do que será.
Primeiro, maravilha-se com aquela novidade. Depois, não se reconhece em sua cidade.
Um eterno estrangeiro, eu sou.

Meus melhores amigos se foram. De suas vidas, da minha.
Eu abraço a mim mesmo pra enganar o frio espiritual.
A voz que eu ouço é meu silêncio profundo. Nem mesmo o adeus deixou um aviso.
Nem mesmo a morte a esnobar seu sorriso.
Estou na mesma cidade. Pra onde foi o adeus? Pra onde foi o seu Deus?
Um eterno estrangeiro, eu sou.

Escrevi depois de ler esse: http://goo.gl/waqDA - do Lobão
Uma ideia de prefácio autobiográfico, se é que existe.
Anúncios

4 pensamentos sobre “Um estrangeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s