segura

segura a voz dessa memória
assim pela garganta até se calar
mas olha vá, tome cuidado
não segure tudo pra não machucar
você querendo ou não
precisa mesmo dela pra fortificar

segura o seio da sua vida
com delicadeza o soro vai pingar
segura o choro da sua criança
pois percebem ela para machucar

segura a nuvem que caiu do ceu
desliza no tapete, ela já vai chegar
segura o sonho dessa memória,
da nuvem travesseiro para se sonhar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s