a marcha das nuvens

e eu enxergo teus olhos
quando eu fecho os meus
a calma que eu imploro
você nunca mais me deu

na lógica da estrela cadente
que passa de repente, como paixão ardente
como desejo quente, rente, sempre.

vejo a marcha das nuvens
um carinho no azul do ceu
anunciando um novo dia
de agonia, em doses de melancolia
mancha vazia, fria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s